Minerva - Relações com Investidores Mobile
Comunicado ao Mercado

Comunicado ao Mercado

Barretos, 18 de novembro de 2010 - O Minerva S.A. (BOVESPA: BEEF3; Bloomberg: BEEF3.BZ; Reuters: BEEF3.SA), um dos líderes no Brasil na produção e comercialização de carne in natura, boi vivo e seus derivados e que atua também nos segmentos de processamento de carne bovina, suína e de aves, tendo em vista os artigos veiculados na mídia na data de hoje sobre a Doença de Creutzfeldt-Jakob (DCJ) relata, segundo depoimentos de médicos, que todos os casos de demência acelerada levantam suspeita de serem diagnosticados como sendo DCJ. O Hospital Beneficência Portuguesa de Campinas informou que a doença neurológica não está confirmada e que o caso está ainda sendo investigado. Ademais, o paciente esteve viajando por um período no exterior.

A conexão entre esta suspeita e casos de encefalopatia espongiforme bovina (BSE), popularmente conhecida como Doença da Vaca Louca, no rebanho brasileiro é praticamente nula, já que no Brasil a alimentação de bovinos com rações de origem animal é proibida e fiscalizada pelo Ministério da Agricultura. Além disso, toda farinha de origem bovina destinada à nutrição de outros animais, como aves e suínos, passa por um processo de esterilização, eliminando o risco de contaminação.

Não obstante, a pecuária brasileira está fundamentada no sistema extensivo, onde o gado se alimenta basicamente de pasto, não fazendo sentido, nem mesmo econômico, de se utilizar ração de origem animal para alimentação de seu rebanho.

O Minerva reforça a tese de que este caso nada tem a ver com o sistema brasileiro de produção de carnes, promovendo de forma contínua a qualidade de seus produtos e prezando pela saúde de seus clientes.


Fale com RI

Telefone : +55 (11) 3074-2444
E-mail: ri@minerva.com.br

© 2018 Minerva.
Todos os direitos reservados.